sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Recordatórios nos quadrinhos


Recordatórios são as caixas de textos que acompanham os quadrinhos. São também chamados apenas de texto, caixa de texto ou, ainda, legenda. Nos primórdios, ele servia para descrever ou explicar exatamente o que o leitor já estava vendo desenhado. Hoje em dia, ele tem, como tudo em quadrinhos, uma infinidade de possibilidades.

Assim, eles podem narrar a história, sem ser redundante, acrescentando fatos, de tempos e lugares diversos, ou aspectos que não estão nos desenhos. Essa narração pode se dar em terceira pessoa ou pelo próprio personagem, em primeira pessoa, nos dando o que se passa na mente dele.

Pode ainda trazer um “diálogo” entre o narrador e o personagem, exemplificado por Gian Danton em “Roteiro nas Histórias em Quadrinhos” como fazia Gerry Conway no Homem-Aranha da década de 70. Essa caixa de texto também pode trazer um diálogo em “off”, ou seja, de um personagem que não está aparecendo; geralmente em transições de cena, quando a fala da anterior refere-se à seguinte.

Um recurso interessante dos recordatórios é dar velocidade/ação às imagens. Um personagem ou ação está lá estático no quadro, em volta deles, vários recordatórios com textos curtos , que dão a ilusão do movimento, muito utilizado por Frank Miller. Também as legendas podem trazer cores e fontes diferenciadas, significando, por exemplo, pertencer a pessoas diversas ou de outra nacionalidade, planeta, realidade - permitindo resultados e sensações diversas.


LEIA TAMBÉM
Balões nos quadrinhos
O quadrinho nos quadrinhos
Roteiro para quadrinhos



Nenhum comentário:

Postar um comentário